quarta-feira, 29 de dezembro de 2010


"Sopra sujeira da mente
E purifica o meu coração"

Fogo de chão - Circus Musicalis

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010



Quem não tem a capacidade
de ver que está sendo enganado
sempre será "coitado".
Débora Pires(débyweb)

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010


♫ ♪ " Deixa estar que o que for pra ser vigora
Eu sou tão felizVamos dividir
Os sonhosQue podem transformar o rumo da história
Vem logo
Que o tempo voa como eu
Quando penso em você" ♪♪ ♫
Sua presença altera os meus sentidos e sua essência entorpece os meus pensamentos.
Débora Pires(Débyweb)


segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Enquanto estava de olhos fechados...



Muitas vezes a ansiedade me impulsiona e faz com que eu estrague os detalhes de um fato comum. Perco-me em poças sujas de um olhar nervoso e compulsivo, mas lamento, e sei que não é por falta de aviso.
Não veja, não escute, não responda, não respire, não pisque, não compre, não use... Tudo em vão. E agora não adianta mais, terei que esperar o perdão, o perdão que virá, quando? Não sei.
E a ansiedade inflama, e o fogo nem sempre mata, mas machuca, queima e arde. E a queda nem sempre destrói, diferente do sol que pode sumir e ao contrário da ilusão que é compulsiva. Por favor, preciso respirar.
Mas cuide-se, pois, um só olhar te defende e um só olhar te destrói, e como você, sabe disfarçar não é pra mim. Será que é difícil entender?
Eu realmente não esperava que fosse assim, nunca pensei que este maldito sistema pudesse lhe devorar... Então fico te observando, e, é lamentável informar que sua recuperação não será fácil. Mas nada do que eu faço é em vão! E este seria o momento certo para explodir a ignorância.
E a verdade é que eu não sei muita coisa, mas posso afirmar que os nossos caminhos a seguir não serão um alvo fixo, e muito menos um momento espontâneo o quanto deveria. E mais uma vez a desorganização grita, grita e grita, e mesmo sabendo que isso não deveria me desconcentrar, é quase impossível fingir que não estou escutando, meus ouvidos não suportariam.
Mas... O que será tudo isso? Será medo ou desorganização? Eu preciso saber, mesmo sem conhecer ao certo o que está por vir. E nestes momentos a fantasia não é tão ruim assim. Então estou disposta a conhecer tudo e ir além do perigo. Plantando uma semente duvidosa que pode não brotar.
E, eu sei que talvez você esqueça tudo isso, mas não desanime nunca, mesmo sabendo que o nunca é uma palavra forte de mais em algumas ocasiões.
Mas mesmo assim, não tenha medo, a escuridão pode te cegar, mas até onde eu sei você não perdeu os sentidos. E ficar só, no meio da rua em uma tempestade, não é o fim do mundo, mas pode ser o fim de uma tarde sombria, totalmente propicia para fazer uma monologo, onde a chuva será sua única companhia viva.
Até pq, quem conhece o fim nunca desperdiça um novo começo.
Texto Criado por: Débora Pires( Débyweb)

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Nando Reis!!!

Olááá pessoal, depois de ficar um tempo sem novos post, eis que volto, kkkk...



No dia 5/12 Porto Alegre recebeu Nando Reis e os infernais no Parque da Redenção.O evento foi realizado através do projeto Naturella que marcava o lançamento da linha de absorventes higiênicos no Brasil. O musico foi pontual e entrou no palco às 17hs, aos comandos da Apresentadora Rodaika do Patrola. O Show terminou pouco antes das 19h. Desculpando-se por estar com a voz um pouco rouca, o que de fato, foi apenas um pequeno detalhe, pois o pessoal ajudou cantando todas as musicas.
Nando Reis fez graça e arrancou suspiros da metade do público feminino, rsrsrs, e ainda brincou com os fãs, dizendo estar surpreso com os gremistas ali presentes (sim, o time disputava uma partida importante no Estádio Olímpico), mas como eu pude observar, tinha uma galera com os indispensáveis fones de ouvido. Era o caso da fã e torcedora Cássia Abbis, que estava dividida entre a partida e o show.
Nando tocou os seus maiores sucessos como: Por Onde Andei, All Star, Marvin, Luz dos Olhos, A letra A, Ainda não Passou, O Mundo É bão, Sebastião, entre outros. E o que ninguém esperava é, que assim como o jogo, o Show teve o “segundo tempo” e Nando Reis troca seu repertório e canta Vando e Roupa Nova.
Após o Show eu tive a oportunidade de me dirigir até o camarin e ter uma conversa com o musico, que era traduzido em simpatia e simplicidade.Foi um grande Show.

Até a Próxima.

Débora Pires









Aline, DébyWeb e Cássia Abbis.

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

No Calor da Emoção




Fiz este texto após as aula de história & Sociologia ...Rsrsrsrssr
Ps: A frase: "No calor da emoção"
É da minha professora" Aline de Sociologia. rsrsrs

Dizem que tudo o que acontece é culpa do acaso, mas, o acaso não passa de um encontro do nada com o futuro, e o que acontece é direcionado ao destino. Mas a esta altura do campeonato o drama é envolvente, e, é o resultado casual que bate exatamente no calor da emoção, é um pensamento duvidoso de verdadeiras metamorfoses exuberantes de quase bom. Digo com ênfase, tudo o que de certa forma envolve uma loucura saudável, e que na maioria das vezes, não passa de um esboço sem censura. E sinceramente, não vejo o porquê desperdiçar a a leve presença de um dia de pequena solidão. Afinal, estar rodeado de pessoas vinte e quatro horas ao dia, pode causar uma certa demência classificada como ignorância mal curada.
E o silêncio aparentemente é meu companheiro agora, mas...basta apenas um curto tempo em profundo silêncio , para que alguém venha questionar a falta do som de minha voz, e então, um fato curioso confunde o meu pensar, pois quando entrego-me inteiramente dando a minha opinião em alto e bom som, sou questionada mais uma vez, exatamente por a mesma pessoa. E a mesma, neste exato momento muda de expressão, e sua imagem é somada a suas palavras que agregam um ar de anti compreensão, sugerindo o meu estado neutro de ser.
Mas ser neutro repetivamente é reproduzir as falhas de um dia qualquer, e agora eu quero derrubar as leis do politicamente correto, até que o suave som dos acordes de um violão chegue até os meus ouvidos. Então me entrego novamente, e alivia - me saber que nada é exato exceto uma conta matemática, que muitas vezes acaba sem ter chegado ao extremo fim. E os números? Há, os números são como estrelas que enfeitam o infinito do nunca saber se o exato é o que eu alcancei.




É com o maior prazer que eu divulgo neste simples espaço, uma SUPER DICA de LOJA.... E só de pensar, já me dá vontade de ir ás compras... rsrsrs. A Maria Xica é uma das minhas lojas FAVORITAS de Porto Alegre (e que me desculpe TODAS as outras), mas de nada adianta ter uma loja com vendedores vestidos de boa educação.
A Loja Maria Xica vem crescendo a cada dia, o que de fato é muito merecido. O espaço é todo fofo, muitooo lindo e com ótima decoração, é o lugar perfeito para quem deseja encontrar qualidade e ÓTIMO atendimento. As atendentes (Oti & Raissa) dispensam comentários e esbanjam estilo, e com um ótimo bom humor cativam seus clientes.
Mas é só isso? Não, claro que não, depois de citar alguns pontos positivos, vou mostrar a originalidade deste espaço.





**MARIA XICA: Cria e confecciona algumas peças, sim, você compra e não corre o risco de sua vizinha da calçada ter a mesma bolsa (hashahsas).

**Mas se você quer algo a mais no visual eu te apresento o EVENTO DE DREADS COLLOR,
(As vezes rola o evento) Para saber mais é só ligar: 30297173

** Já usou todas as cores de esmalte e quer algo diferente? Tudo bem, só na Maria Xica você pode decorar suas unhas com o desenho que quiser. UnhaS Pop (HOOO blzaa)

**Decore sua casa com as ALMOFADAS Personalizadas...(elas são lindas)

**Venda de ingressos para Shows e muito, mas muito mais... A Maria Xica é como um Bom vinho, melhora a cada dia. (Hã? Como vinho? mas vinho não melhora com o tempo? Mas o dia é parte do tempo neh?)kkk... Pronto já to viajando, vai ver é o vinho. Kkk

Passe na Maria Xica, mesmo que seja para trocar uma ideia.

A Loja fica no Shopping Total : - Av. Protásio Alves 593 loja 7 (Bairro Rio Branco) c/estacionamento e segurança.

-Horário de funcionamento:
Seg á sáb- 10:00 ás 22:00h
Dom- 14:00 ás 20:00h

Feriados: informações próximo à data.
É isso galera, espero que tenham gostado. Boas compras ...



Agradecimentos:







*Otti: Obrigada por autorizar o uso de imagens e o nome da Loja.









*Raissa: Que nos atende super bem e nos atura.







** Carol e Thais( Vlwww mesmo)
Valeu meninas, tudo de bom.

terça-feira, 26 de outubro de 2010

A magia do silêncio




A arte imita a vida... E uma livre expressão surge a cada momento e em qualquer lugar. Com grandes mistérios e bom humor, cativam todos que por ali passam. Entregam-se de corpo e alma, e no simples ato de silêncio transmitem emoção, o olhar é traduzido em verdade, e o conjunto da obra nos desperta curiosidade.
Na contribuição, movimentos, nos movimentos, ditados populares, uma verdadeira aproximação do eu você e a arte. Transformam lugares simples em verdadeiros palcos teatrais, esbanjando beleza e concentração.
A arte é vida... e viver é saber reconhecer a arte.

Sim, são estatuas, estatuas vivas, com sentimentos reais.
Seu valor é construído a partir de seus atos.




Texto Criado por: Débora Pires (DébyWeb)
Fotos: Débora Pires (Débyweb)

quarta-feira, 6 de outubro de 2010



Olááá pessoal...amanhã dia 7 (Quinta-Feira) as 17h20, eu estarei na Ulbra Tv na Gravação do Programa Garajão. Um Bate papo inteligente sobre Atraso.

No Canal: 48 UHFe 21 NET ou pelo site da Ulbra: http://www.ulbratv.com.br/

"Garajão o programa da galera jovem. tem espaço para a informação, sempre com muita diversão. É uma proposta que pretende mudar o jeito de fazer TV para jovens, através de uma turma que vem com tudo nos finais de tarde.
Apresentação: Bivis, Natano Mattos e Samuel Reginatto.Segunda a sexta, 17h20.''

BjxXx

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

[O Teatro Mágico em Palavras] - A Programação do Dia

Esqueci de esquecer...

Esqueci de uma vez por todas de dizer a verdade e simplesmente ontem, a mentira esqueceu de me poupar. E em meio a tantos rostos esqueci de minha face, e o que expressava naquele momento era algo automático, cênico e por via das duvidas...ERA MENTIRA.
Mas não, não tinha como rir da minha própria desgraça, esqueci de pedir desculpa para a culpa me perdoar, esqueci do ontem para o hoje chegar, resolvi ficar em silêncio para não ser repetitiva, perdi o momento certo, esqueci as palavras e me perdi na primeira curva incerta de um silêncio vago e sólido.







Texto Criado por: Débora Pires (Débyweb)

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

"Alegria do pecado às vezes toma conta de mim ..."





Quem tem coragem de dizer que os "pecados" não são bons?Será que alguém pode afirmar que pecar não é necessário?Mas...será que alguém já cometeu o pecado de nunca pecar?

Criado por: Débora Pires(Débyweb)

Nando Reis e Ana Canas - Pra Voce Guardei O Amor (Clipe Oficial)

"Tempo, tempo, tempo mano velho"


O tempo coloca uma máscara na dor e na lembrança... E tudo que desejamos, é que o tempo leve com ele tudo que não gostamos. O TEMPO é aquele que permanece deixando marcas visíveis no ser de cada um de nós.
É no silêncio que ele permanece...
É no ato mais profundo que ele passa.

Pensamento Criado Por:Débora Pires(DébyWeb)







quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Jason Mraz - I'm Yours @ RTL Boulevard

Liberte-se!

A desorganização me prende sem pena. Diga-se de passagem, que o fim pode chegar de repente, rente aos meus olhos... Não, eu não sofro de ansiedade e precipito as coisas, mas, de fato, minha lógica não está em “início, meio e fim”!
E como classificar de fato o que é lógico pra mim se diante de situações controversas me prendo no “será” de várias questões. Acordar, o suceder das horas, as obrigações diárias, a noite, o sono. Ciclos... Tudo isso pode parecer de fato natural, talvez algo que eu tenho que acostumar, tentarei relaxar nas próximas horas e sentir a leveza deste dia que ainda não acabou, tentarei só desta vez me livrar das regras do meu dia a dia, e ausência da mesma me libertará até que o novo amanhecer retorne, e o som puro de uma flauta irei imaginar, pq a imaginação traz o que eu não tenho pra perto de mim. É o alimento de um não, vindo em forma de sim.
Vou calçar os sapatos e inverter os lados. Por que não? É um segredo que eu guardo do mundo, muito certinho. Eles não vêem a simplicidade que está diante dos olhos por que se acostumaram a aceita-la, se acostumaram a uma regra que estabelece o que deve ser e como deve ser. Estou fora disso. Meu compromisso é o oposto de tudo que se vê por ai, estou cansada de tanta pressão temporário mudando meu rumo....
E tem certos dias que eu me encontro em manutenção provisória....
Ao contrário das maquinas, que precisam ser abertas, me fecho em mim e me esmiuço. E como quando se conhece alguém é preciso dar-se nomes, esqueço meus rótulos, deixo tudo fora do sistema real chamado vida, e tudo é diferente quando se tem uma carta na manga. Aquela luz que te torna singular.

Meu segredo está em não fazer as coisas exatamente como devem ser feitas. Mudando uma vírgula de lugar, tirando um ponto, colocando outro. Olhando pelo lado inverso e Trançando-o. Isto é mais que natural em mim. Pode não parecer, mas tudo isso é como um suspiro em silêncio, e pra onde será que foi o ruído do meu peito? Minhas lágrimas parecem secar e meu desejo incontrolável de ver tudo como eu sempre quis me esmaga e me coloca de frente ao espelho. Será um Reflexo?
O estar aqui e em algum outro lugar, em outro alguém. Sendo de outra forma e parecendo ser como se é. Mistério e graça, pontuados em cada centímetro de minha retina. Que volta e meia se depara com o vomito sarcástico de palavras estranhas.
Mas eu sei, eu sei, que o outro me consome e me conforta de uma maneira gélida quando chega ao meu alcance, é uma metade que me completa. Sou eu, minha face oculta, contrária, paradoxal. Tão livre... Acorda enquanto durmo, se levanta enquanto deito, ri enquanto eu choro. Ilumina e toma conta do caminho quando fecho meus olhos pensando "este mundo valerá mesmo a pena?" ou um sentimento amargo de pena pousará sobre mim? Será fuga, ou trauma? Quais e quem são os anjos e os demônios??? Devo dizer que nada sei, e se sei talvez não caiba a você saber o segredo que guardo aqui. Talvez seja uma exposição contrária do que resta no tempo em que me falta.

Texto Criado via Msn(hehehe) por: Débora Pires(DébyWeb) & Joey Marrie do Blog :
http://joeymarrie.blogspot.com/

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

[O Teatro Mágico em Palavras] - A Fé em Nós

Muito lindoooo!!!

Vídeo de Marcos Farion inspirado no conto de Maíra Viana que, por sua vez, se inspirou na música de Fernando Anitelli.




Interpretação: Déinha Lamego
Participação especial: Rober Tosta
Direção: Marcos Farion
Texto: Maíra Viana
Trilha: A Fé Solúvel (Fernando Anitelli), por Kléber Saraiva.
Colaboração: Fernando Anitelli, Kléber Saraiva, Rober Tosta, Jéssica da Paixão, Vinicius Campos e Denis Arashiro.

Vídeo Independente.
Livro Independente.
Música Independente.

São Paulo/SP - 11/12/08

terça-feira, 10 de agosto de 2010

CARTA PARA ALGUÉM BEM PERTO



Como ter uma visão além do que nos é oferecido? E como não ficar tristonho em dias cinzas que nos obrigam a permanecer calados, levando conosco uma indecisão da qual temos várias dimensões, mas só uma nos é permitida. Como agir certo quando lidamos com a parte mais sensível e verdadeira que habita dentro de nós? Como agir com o próprio sentimento ligado ao sentimento alheio, que por certa vez, não deveria ser assim? Mas, se ninguém sabe ao certo como realmente deveria ser, então é hora de dizer, de agir, de viver esta loucura com grande intensidade. De viver tudo de novo, mas de maneira diferente, com novos medos e novos prazeres. Nestas situações, sentimos o gosto amargo da liberdade queimar sobre nossos atos, que nos direcionam à liberdade de expressão, de olhar no olho e dizer sem medo que tais palavras queimem em nossos lábios. Mas, cuidado para não machucar o outro, pois o outro (independente de quem e como seja) é a peça rara para nossa vida e, como já lhe fizeram sofrer, talvez sem que você tenha a intenção, alguém sofrerá com a sua próxima decisão, e alguém irá sorrir diante dela.
Mas, um dia você aprende que sentir pena é o sentimento mais triste, frio e covarde que você pode sentir em uma convivência. E passa a enxergar que o que você realmente quer é gostar de alguém, e não ter pena da mesma.
Chegará a hora que você pensará que toda idéia fixa cultivada durante todos estes anos, chegou ao fim. E quando tudo isto despertar em você, não se maltrate, pois a dor é equivalente a espera de quem nunca irá chegar, a ansiedade de receber uma carta que sequer foi escrita, e é como um beijo de boa noite que sequer chegou à sua face. E é uma pena que muitas pessoas precisem trilhar os nossos rastros para encontrar seu próprio caminho, e diante de tudo isso se acomodam conosco, e nada são quando nossas pegadas não as pertencem mais.
Texto Criado por: Débora Pires (DébyWeb)

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

PENSAMENTOS DE UM DIA COMUM(II)



Tem um espaço dentro do vazio. Um vazio que ninguém quer conhecer é sinônimo de solidão, parece estranho, parece frio. Para onde será que todos vão quando todos têm que ir? E o hoje parece ser um dia de confusão. O medo estampado em plena luz do dia, quase ninguém se sente seguro, a maioria se sente só. Como se estivéssemos matando uma planta que acabara de nascer, ou tirando com a mão toda a dor, e implorando que ela nunca mais volte.
Aqui o tempo escorre entre as mãos e, em questão de segundos, o medo fala ao pé do ouvido. Sou guiada rumo ao acaso de simples motivações. E neste momento não sei se sou o que sou, se sou o que deveria ser, ou se sou o que os outros querem que eu seja. Então, observo a cada dia a minha história entre linhas, nas marcas de expressão, na flacidez de minha pele que envelhece dia após dia. E não, não quero ser esteticamente correta.
Texto Criado por: Débora Pires (DébyWeb)

HOJE ANTES QUE ACABE (II)


Prometo sempre te levar comigo aonde quer que eu vá. Prometo sempre lembrar os melhores momentos juntos. Do teu sorriso, do teu perfume e do teu olhar. E me desculpe por eu não conseguir prometer esquecer o passado que você magoou. Pois só assim posso distinguir o real do ilusório, mas mesmo assim eu te amo.
Sua rebeldia repentina me faz parar para pensar, e logo me perguntar o que vi em você, o que em mim despertou e fez notável o seu olhar tão próximo de mim. E, mesmo longe, muito longe, será lembrado.
Os dias chuvosos trazem você para perto de mim e, quando me sinto só, na escuridão da noite, lembro de sua voz. A ilusão me faz ouvir o telefone tocar, com você dizendo: “olá, me desculpe por te acordar, mas só liguei para desejar boa noite.” Me sento, respiro fundo, e só o que vejo são as minhas lembranças. Texto Criado por: Débora Pires (DébyWeb)

segunda-feira, 17 de maio de 2010

2010.05.14 - Brasil Rural Contemporâneo 148.MPG

terça-feira, 13 de abril de 2010

O que não existe não se desfaz


Quantos pensamentos estão vagando no silêncio da alma de cada um de nós?Quantas mentiras espalhadas em um só lugar?Vivemos em um teste de sabedoria, e a conclusão chega ao final de cada dia. E o resultado de tudo isso? Um pensamento cansado de saber que em certos momentos é perda de tempo fazer planos, pensar e dizer. Por que em algumas situações, os planos, os pensamentos e as palavras podem se desfazer, e você tem que entender que o daqui a pouco não existe ainda, então não tente ter certeza do incerto. Pois a sabedoria compulsiva fragiliza a intensidade dos sentimentos surreais. E a ira destrói a magia de ser e estar,porque ser algo e não estar de acordo com o seu próprio ego é ser e não existir.E o que não existe não se desfaz. Então espero que o pensamento próprio não se dissipe diante de qualquer situação. Mas a verdade é que tentamos nos encontrar dentro de nós, e ainda estamos fracos para admitir nossos erros. Erros constantes, insegurança normal.A verdade machuca, mas alimentar a mentira apodrece a consciência. Entre a luz e a escuridão,o silêncio e a razão de quem fala demais e nada diz,cheguei à conclusão de que, quem perde as estribeiras estraga o assunto, pois ninguém acompanha qualquer raciocínio, e o melhor a fazer? Eu não sei. Mas todos se calam e o silêncio é como ácido corroendo todas as palavras insignificantes que alguém pode dizer de uma só vez. Então prefira ver as pessoas comentando seu mórbido silêncio do que vê-las julgando suas palavras mal expressadas.

Texto Criado por: Débora Pires (DébyWeb)